Doriana Mendes e Marco Lima encontram Paulo Leminski em “Não Fosse Isso…” na série Prelúdio 21 – Música do Presente

Português | English

Não fosse isso e era menos / não fosse tanto e era quase. O título do livro de Paulo Leminski anuncia ao leitor a instigante viagem por seus hai-kais e poemas arrebatadores. No sábado, dia 14 de dezembro de 2019, a soprano Doriana Mendes e o violonista Marco Lima apresentaram a peça Não fosse isso…, para canto e violão, de Pauxy Gentil-Nunes, baseada em cinco poemas curtos do livro de Leminski. 

A peça é uma transcrição de uma obra original para sexteto (soprano, flauta, saxofones soprano e tenor, guitarra elétrica, percussão múltipla e eletrônica), composta para o Abstrai Ensemble e estreada em 2014, no MUAC – Museu Universitario de Arte Contemporanea, cidade do Mexico, pelo próprio Abstrai Ensemble, na serie Musica en Mexico

Doriana e Marco fizeram a estreia da versão para canto e violão, que conta com três números (dos sete originais) – Barro, La Lucha e Cortina.

O concerto contou também com peças para canto e violão dos outros compositores do Prelúdio 21 – Alexandre Schubert, Caio Senna, José Orlando Alves, Neder Nassaro, Marcos Vieira Lucas.

Prelúdio 21 - Música do Presente
Duo Doriana Mendes e Marco Lima - canto e violão 
Seis obras contemporâneas brasileiras (Alexandre Schubert, 
Caio Senna, José Orlando Alves, Neder Nassaro,
Marcos Lucas, Pauxy Gentil-Nunes
14 de dezembro - 15 horas
Teatro do Centro Cultural da Justiça Federal 
Av. Rio Branco, 241 – Centro (Cinelândia) - Rio de Janeiro
Entrada Franca

Leave a Reply