Composições – catálogo (em construção)

Música de câmara

  • Liberjongo, op. 48, para flauta, saxofone, violão, piano, percussão múltipla e eletrônica. 2018a.
  • Tríptico, op. 47, para violino, clarone e piano. 10′. 2015a.
  • Noneto, op. 46, para clarineta (si bemol), fagote, saxofone alto, violino, viola, violoncelo, contrabaixo, piano e percussão. 12′, 2014e.
  • Intermezzo, op. 41, para flauta, fagote e piano. 12′. 2012e.
  • Noturno, op. 40, para clarineta, trombone, violoncel e piano. 10′. 2012d.
  • Kiela, op. 38, para clarone, contrabaixo e vibrafone. 10′. 2012c.
  • Balada, op. 36, para violino, violoncelo e piano. 12′. 2012a.
  • Trio, op. 33, para saxofones (soprano, tenor), guitarra elétrica e percussão múltipla. 12′. 2011a.
  • Baile, op. 31, para flauta, notebook e piano. 10′. 2007.
  • Três Canções da Velha Era, op. 30, para flauta e violão. 8′. 2005.
  • Músicas, op. 23, para flauta, clarineta (si bemol), fagote, trombone, contrabaixo e piano. 10′. Outubro de 1995.
  • Trio Náutico, op. 21, para flauta, violão e violoncelo. 12′. Maio de 1992.
  • Quarteto Cinético, op. 20, para flauta, clarineta (si bemol), violoncelo e piano. 10′. Julho de 1990.
  • Rapunzel, op. 14, para flauta, duas clarinetas (si bemol) e violoncelo. 30′. Fevereiro de 1987.
  • Moonbase, op. 12, para flauta, guitarra, piano, sintetizadores, baixo elétrico e bateria. 90′. Junho de 1985.
  • Maya, op. 11, para flauta, fagote e harpa. 12′. Junho de 1984.
  • Planeta dos Macacos, op. 10, para clarineta (si bemol), vibrafone, guitarra elétrica, baixo elétrico, percussão múltipla. 10′. Janeiro de 1984.
  • Quarteto Singelo, op. 7, para flauta, duas clarinetas (si bemol) e violoncelo. 10′. Junho de 1982.
  • Movimentos, op. 5, para guitarra elétrica, harpa, piano e eletrônica. 15′. Janeiro de 1982.
  • Fantasias, op. 1, para grupo de flautas-doces (Sn/S, A, T, B), violão, cravo e percussão. 12′. Inédita. Outubro de 1980.

Cordas dedilhadas

  • Tocata, op. 35, para violão solo. 7′. 2011c.
  • Ciclorama, op. 25, para bandolim e violão. 10′. 2001.
  • Suarabácti, op. 24, para violão solo. 7′. Maio de 1997.
  • Microcantos, op. 2, para duo de violões. 10′. Inédita. Novembro de 1980.

Sopros

  • Três Estudos, op. 16, para saxofone alto. 8′. Junho de 1988.
  • Três Miniaturas, op. 9, para saxofone alto e piano. 6′. Julho de 1983.
  • Sonatina, op. 8, para fagote e piano. 12′. Fevereiro de 1983.
  • Saltos, op. 3, para flauta e percussão múltipla. 10′. Inédita. Março de 1981.

Orquestra

  • Variações, op. 43, para fagote e orquestra. 12′. 2014b.
  • Átimo, op. 42, para piano e orquestra. 12′. 2012f.
  • Marimba, op. 39, para ensemble: voz, flauta, clarineta (si bemol), saxofones (soprano, alto), violino, violoncelo, contrabaixo, guitarra elétrica, piano, percussão 1-2, eletrônica. 2012d.
  • Sonora, op. 26, para orquestra. 20′. 2001.
  • Mirages, op. 18, para orquestra de música antiga. 16′. Julho de 1989.
  • Música do Imbuí, op. 15, para flauta e orquestra. 15′. Janeiro de 1988.
  • Picasso, op. 17, para soprano, tenor, barítono, coro e orquestra. 40′. Outubro de 1988.
  • Choro do Shopping Center, op. 4, para Big Band. 10′. Outubro de 1981.

Coro

  • Atalanta Fugiens, op. 6, para coro misto (S, A, T, B com divisi). Janeiro de 1982.

Piano

  • Suite Ituiutaba, op. 51, para piano solo e piano a quatro mãos. 28′. 2018d.
  • Printemps, op. 50, para piano solo. 8′. 2018c.
  • D’après Contrastes, op. 45, para piano solo. 6′. 2014d.
  • Jonas, op. 22, para piano solo. 8′. Fevereiro de 1992.
  • Canções da Velha Era, op. 13, para piano. A peça tem uma versão para piano a quatro mãos. 10′. Janeiro de 1987.

Canto

  • Street Fighting People, op. 49, para canto (soprano), flauta, violino, saxofone baixo e eletrônica. 10′. 2018b.
  • Não fosse isso…, op. 44, para canto (soprano), flauta, saxofone, guitarra elétrica, percussão múltipla e eletrônica. Texto de Paulo Leminski. 15′. 2014c.
  • No Jornalário (Galáxias III), op. 37, para canto (soprano), flauta (piccolo, flauta C, flauta G), saxofones (soprano, tenor) e eletrônica. Poema de Haroldo de Campos. 2012b.
  • Passatempos e Matatempos (Galáxias II), op. 32, para canto (soprano) e duo de violões. Poema de Haroldo de Campos. 10′. 2010.
  • E começo aqui (Galáxias I), op. 28, para canto (tenor), flauta, oboé e dois pianos. Poema de Haroldo de Campos. 10′. 2004.
  • Reich 1980, op. 19, para canto (baritone) e piano. Poema de Antonio Gaiarsa. 15′. 1990.

Eletroacústica

  • Ermo, op. 29, para flauta e eletrônica. 10′. 2005.
  • Diagrama, op. 27, para eletrônica. 10′. 2005.