HERMA (applet)

O aplicativo HERMA v 0.1 foi elaborado para ilustrar parte da disciplina Música Formalizada, realizada no PPGM-UFRJ durante o período 2020-1.

O aplicativo gera, a partir das instruções e mapas fornecidos por Iannis Xenakis, no capítulo VI (Symbolic Music), renderizações das possíveis versões da peça Herma, para piano solo.

HERMA é renderizado para o sistema Windows. Não é um programa profissional, então é esperado algum tipo de bug ou funcionamento imprevisível, principalmente na conexão do aplicativo com o programa de partituras do sistema de cada usuário.

Para instalar, é preciso baixar e rodar o arquivo Herma Installer (link).

Na pasta, há duas subpastas:

  1. Herma Installer Download, com o instalador, para uma experiência mais simples (recomendado);
  2. Herma Download – Ler Readme (opcional), com o programa em versão standalone, para o qual é necessário ler o readme e fazer a preparação da máquina virtual manualmente.

Elementos da Interface

A interface de Herma é iniciada com os parâmetros da peça real carregados.

Botões

  • Reset – retorna as tabelas para o default, que são os dados iniciais, referentes à renderização da peça por Xenakis.
  • New MIDI – o programa gera um MIDI a partir dos dados inscritos nas tabelas hermadata e note matrix. A cada vez que o botão for apertado, uma nova versão será gerada, sempre seguindo as restrições definidas pelas tabelas.
  • Save – salva o arquivo hermadata como arquivo *.mat, para aproveitamento posterior.
  • Load – carrega arquivos *.mat salvados anteriormente pelo programa.

Tabela

  • Hermadata – cada linha corresponde a um módulo no mapa da p. 177. As colunas definem seis tipos de dados, respectivamente:
    1. índice correspondente à seção da peça. Aqui, pressupõe-se a divisão da peça em quatro grandes seções – 1. Introdução com R; 2. Apresentação dos conjuntos A, B e C e seus complementos; 3. Operações convergindo para ~A~BC, que corresponde aos campo 4 de alturas; 4. Operações convergindo para F, grupo final.
    2. índice correspondente à combinação de campos de altura. Cada um dos indices corresponde também aos gráficos de Venn expostos nas páginas 174, 176 e 177 do livro Formalized Music, de Iannis Xenakis (Figura 1 e 1). A lista foi numerada de acordo com a ordem de entrada na peça.
    3. Dinâmicas, considerando a seguinte convenção: pp=20; f=80; ff=100; fff = 120.
    4. Duração do módulo, em segundos. Essa medida foi retirada do mapa proporcional, apresentado na p. 177.
    5. Ponto de tempo de início do módulo, em segundos.
    6. Densidade média das notas, em valores por segundo.
  • Note Matrix – cada linha corresponde a uma nota, seguindo o modelo da MIDI Toolbox, de Eerola e Toivianien, que conta com sete colunas:
    1. Ponto de tempo do ataque (note on);
    2. Duração da nota em beats.
    3. Canal (como a peça é para piano solo, só há um canal).
    4. Alturas MIDI.
    5. Dinâmicas (ver item 3 de Hermadata).
    6. Pontos de tempo em segundos.
    7. Duração das notas em segundos.
Figura 1 – Campos de altura definidos pelas operações de interseção e/ou exclusão do diagrama de Venn de Herma.
  1. 12345678
  2. 2578
  3. 1346
  4. 3568
  5. 1247
  6. 4678
  7. 1235
  8. 58
  9. 68
  10. 1458
  11. 8
  12. 4
  13. 12
  14. 13
  15. 2367
  16. 2
  17. 23
  18. 3
  19. 2348
Figura 2 – Uso dos campos de altura na forma de Herma (Xenakis, Formalized Music, p. 177).